Notícias

09/10/2020

'5G de verdade, só depois do leilão', diz CEO da TIM

'5G de verdade, só depois do leilão', diz CEO da TIM

Nesta quinta-feira (8), Pietro Labriola, CEO da TIM, ironizou o lançamento das redes 5G DDS no Brasil ao afirmar que a tecnologia só existirá realmente com a disponibilização de mais espectros. Ou seja, segundo ele, o 5G só chegará, de fato, ao Brasil depois do leilão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que só deve acontecer em meados de 2021.

A fala de Labriola surgiu da resposta que o CEO deu quando foi questionado, em coletiva de imprensa, sobre as expectativas da TIM para o lançamento comercial do 5G. "Se falamos do 5G de verdade, só depois do leilão. Se falamos no 5G do marketing, muito cedo. Eu prefiro o 5G de verdade. Preferimos ser o mais assertivos possível, explicando as vantagens verdadeiras da oferta [para os clientes]", disse Labriola.

Em julho, a TIM chegou a preparar o lançamento do 5G DDS nas cidades de Bento Gonçalves (RS), Itajubá (MG) e Três Lagoas (MS), mas o processo foi adiado e a última informação disponível dizia que a comercialização começaria em outubro. As redes ainda não foram lançadas, mas a TIM revelou que os testes com clientes começaram esta semana. Portanto, a comercialização deve acontecer em breve. Vale lembrar que Claro e Vivo já estrearam suas redes 5G DDS.

Na mesma coletiva, Labriola contou que os planos da TIM para o 5G vão além da conectividade móvel de alta velocidade: a intenção da operadora é vender, também, o serviço FWA (Fixed Wireless Access ou Acesso Fixo Sem Fio, em português), que entrega banda larga fixa por meio da rede móvel.

Ainda de acordo com o CEO, o FWA permitirá à TIM atingir novos públicos com mais rapidez. Labriola também citou que os planos de criação de uma joint venture (empreendimento conjunto entre duas ou mais empresas) para a implantação de fibra óptica no Brasil ainda estão de pé. 




FONTE: olhardigital COM HC3 TELECOM